Vacinação contra a Covid-19 passa a ser obrigatória para servidores públicos do RN

Vacinação contra a Covid-19 passa a ser obrigatória para servidores públicos do RN
A falta da vacina agora é considerada 'falta disciplinar' - Foto: Reprodução/Google Maps

Um decreto publicado no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (27) obriga os servidores públicos estaduais do Rio Grande do Norte a tomarem a vacina contra a Covid-19.

O texto assinado pela governadora Fátima Bezerra (PT) e pelo secretário estadual de Saúde, Cipriano Maia, transforma a falta de vacinação em “falta disciplinar”.

As sanções aos servidores podem ir da advertência, até a suspensão ou “demissão, em caso de manutenção da recusa”.

Além disso, o decreto prevê que funcionários públicos poderão ser demitidos por justa causa.

A partir da publicação do novo decreto, os órgãos e entidades do serviço público terão prazo de cinco dias para comunicar os servidores sobre e necessidade de apresentar a comprovação do cumprimento do esquema vacinal.

A comprovação poderá ser feita de três formas:

1. Aplicativo do RN Mais Vacina;

2. Certificado de vacinas digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde – ConectaSUS;

3. Comprovante/caderneta/cartão de vacinação impresso em papel timbrado, emitido no momento da vacinação pelas Secretarias de Saúde, estadual ou municipal, institutos de pesquisa clínica ou outras instituições governamentais;

O decreto nº 31.022 estabelece a vacinação como um dever funcional, “com o objetivo de garantir um ambiente de trabalho com reduzido risco de contaminação, preservando a saúde coletiva dos servidores e assegurando um cenário epidemiológico favorável”.

Há exceção para servidores que apresentarem atestado médico ou que não integrem, temporariamente ou permanentemente, grupo elegível para recebimento dos imunizantes.

Fonte: g1