SOU...

SOU...

Sou ...

A inquietude de sentimentos
A beleza de amores e dores
O gozo da polinização
A felicidade... O doce mel

Sou...
A que se deixa enfeitiçar pelo vinho, bebendo-o lentamente
Prazer que se prolonga na língua sem nenhuma pressa.

Sou...
A Sensibilidade para perceber olhos de sorrisos, mesmo em lábios inertes
A que vê no sol, reflexos dourados, alimento para corpo e alma
A que canta a saudade, mesmo sabendo o quanto ela pode ser cruel

Sou...
A imperfeição, a que chora as mazelas do mundo e pouco faz para as mudanças...
A Perfeição quando me faço mãe de coração...
Sou sorriso, deleite e enfeite quando me sinto viva pelo amor.

Sou...
... E continuo...

Liane Souza.
Direitos autorais reservados.
Foto do meu arquivo.0