Por sugestão de Rafael Motta, Câmara inclui valorização do ensino superior e educação profissional na LDO

Por sugestão de Rafael Motta, Câmara inclui valorização do ensino superior e educação profissional na LDO
Foto//Reprodução//KhiellyIduinoBlog

A Comissão de Educação da Câmara aprovou nesta terça-feira, 21, as metas e prioridades a serem incluídas na Lei de Diretrizes Orçamentárias 2023 com duas emendas do deputado federal Rafael Motta (PSB/RN). A primeira proposta do parlamentar potiguar objetiva o fortalecimento de políticas públicas de valorização da educação de ensino superior por meio da reestruturação e expansão da rede federal.

Com isso, o Orçamento da União do próximo ano deverá incluir recursos para aumento do número de vagas, modernização da estrutura física das instituições federais, além de políticas de redução da evasão escolar no ensino superior.

“Vimos no atual governo sucessivos cortes no orçamento da educação, principalmente de universidades e institutos federais, gerando um sucateamento da estrutura de ensino superior no país. As universidades públicas são responsáveis por grande parte da pesquisa científica do país e a falta de investimento compromete a nossa produção de conhecimento e inovação”, justifica Rafael.

A segunda emenda de Motta à LDO vai no mesmo sentido da primeira, mas relacionada à educação profissional e tecnológica, prevendo a criação de novas vagas, reforma, construção, materiais e serviços para formação de jovens e posterior ingresso no mercado de trabalho.